Que tal ir para o Tinder ?


A App do engate e eu


Nunca tive nenhum problema com esta app, já conheci pessoas fantásticas por lá. Alguns tornaram-se histórias, outros tornaram-se muito bons amigos. Acredito que é uma maneira simples de conhecer pessoas. Antigamente conheciam-se pessoas novas através de amigos, a coisa passava e lá tínhamos um novo namorado. Hoje acho que o assunto é mais difícil.

Passado os 30, já conhecemos os amigos dos amigos todos… novo colega de trabalha? Nah!

Vamos sair sozinhos à noite? Nah, parecemos muito desesperadas e a caça.

A verdade é que hoje, conhecer pessoas novas está cada vez mais difícil.

Quer seja para ter amigos, quer seja para namorar. Era tão mais simples quando tínhamos 5 anos, chegávamos ao lado da outra pessoa de menos de 10 anos da festa e perguntávamos se podíamos ser amigos e brincar juntos.
Já tentei fazer o mesmo: estar numa festa, ver um bonitinho que poderia ter mais de 25 anos, chegar à beira dele e perguntar se queria brincar comigo ? #not Não sou dessas! Mas acreditam que as vezes seria mais fácil!

A realidade é que online conseguimos falar com pessoas que se calhar nunca iríamos cruzar no nosso dia a dia, isso é que torna o assunto giro.

Já devo ter instalado a app uma dezena de vezes. Estas vezes todas, tirei a app passado poucos dias. Farto-me das mesmas conversas da treta que há hoje por lá e estas últimas vezes nem 2 dias lá fiquei.

Mas aqui vão o melhore do pior do Tinder (não só vividos por mim) :

– « Gostosa ! Chamo-me C*****, tenho 1m80, 25 cm  » é sempre bom saber para onde vais.
– « Olá, tudo bem? Gosto das tuas pernas » isto x20 num dia. O que vale é que não ponho foto do decote!
– « Olá, onde vives? » Queres já a morada?
– « Hi! Where are you from? » « Olá, de Lisboa ! » « Aie, és portuguesa? Não pareces » isso também, uma vez sobre duas. #elesaqueremestranjeirasporquesaomaisfaceis
« Es uma miúda tão especial, nunca senti isso para uma rapariga no Tinder » #MENTIROSO –> atenção meninas, este é o mais cabrão de Todos!
– « Que procuras por aqui? » « O príncipe encantado de cavalo branco »

Mas também se apanham pessoas interessantes. Tenho com umas amigas a « galeria do What the Fuck? » . Ou seja pessoas que já não ganharam na lotaria da beleza mas que continuam a tirar fotos impensáveis. Poderias mostrar-vos umas por aqui… mas já me disseram que era muito má só por fazer isso. (Tenho a certeza que também devo andar numa galeria wtf de alguém! Acusem-se!)

Um amigo meu também tem um grupo de amigos que anda no Tinder há anos (desde que a app existe). Estes são os campeões do Tinder. Conhecem todos os truques para vos levar para a cama no segundo encontro. São educados, tem uma conversa boa, gentlemen e depois bye bye. Também são muito perigosos mas se andaram na app 2-3 vezes já os viram todos várias vezes e já sabem que estes gajos só estão lá para pinocar a pala.

E enfim, já andei no Tinder uns dias em Paris. E qual foi o meu espanto quando os próprios rapazes abordavam a dizer que queriam algo de sério logo do na primeira conversa?! E de facto, falei com amigos que lá andavam e era mesmo o que procuravam. Encontrar alguém com quem partilhar momentos da vida. Apaixonar-se.

Será que o francês é mesmo o lover que toda gente descreve? Acredito cada vez mais que sim.
Será que o português perdeu-se no seu latino? Ou então foi a tendência brasileira e o sexo fácil que o perdeu… não sei bem. Só sei que conheço muita gente de mais de 35 anos ainda solteiro por essas bandas.

Porque o Tinder é giro, mas não pode ser uma coleção de Likes e de dates e de múltiplas conversas. É como tudo, deve servir de vez em quando em caso de emergência 😹